Um trabalho dos sonhos: Guia Expedicionário Motociclista

Um trabalho dos sonhos: Guia Expedicionário Motociclista

Entrevista by Brett & Kate McKay  2011

Amigos da ANI, nesta semana vamos apresentar a vocês um sortudo, que tem um trabalho dos sonhos.
Atenção, a leitura desta entrevista pode causar serias dores na região do cotovelo, também pode gerar pedidos de demissão e abandono de trabalho como efeito colateral.

O entrevistado é Andrew Collins, que orienta expedições de motocicletas através das vastas extensões da Austrália.

1. Conte-nos um pouco sobre você (De onde você é? Quantos anos você tem? Descreva o seu trabalho e quanto tempo você está nele, essas coisas etc e tal).

Bem sou  Andrew Collins, tenho 23 anos, sou americano criado nos subúrbios de Boston e estudei na Universidade de Vermont. Eu também já vivi um pouco em Estocolmo , e já viajei por todo os EUA, Europa e Austrália. Atualmente estou empregado como um guia de expedição de uma empresa de turismo de motocicleta chamada Outback Treks aventura aqui na Austrália.


Desde abril de 2011 meu trabalho é o de girar as chaves, dirigindo caminhões e motocicletas em alguns dos lugares mais selvagens que você possa fazer essas coisas, rsrsrsrsrs.
Nossa empresa trabalha com desafios  off-road de resistência para os clientes na forma de passeios de vários dias.
Guiamos e acompanhamos motociclistas através de desertos, selvas e montanhas, de uma a quatro semanas consecutivas de extrema adrenalina. Como guia, eu estou sempre andando à frente do grupo fazendo a aferição do percurso e assim garantindo que nossos clientes estão bem na trilha, ou na retaguarda em nosso enorme 4 × 4 veículo de apoio. Este caminhão serve como nosso "sistema de suporte de vida" que leva alimentos, combustível, ferramentas e uma conexão via satélite à civilização. É essencialmente uma operação de dois homens, o chefe e eu. Eu também preparo os alimentos, ajudo a montar e desmontar o acampamento, e ajudo em todas as situações médicas ou mecânicas que invariavelmente surgem durante a turnê.

Além do serviço de turismo radical, também proporcionamos apoio a corridas no deserto por toda a Austrália, incluindo a enorme "Safari Australian", um rali de navegação de sete dias em que os pilotos e equipes de apoio não sabem para onde serão levados no próximo destino, algo muito próximo do Rally Dakar.

2. O que o fez se tornar um guia de expedição de motos? Quando você soube que era o que você queria fazer?

Eu tinha uma paixão por aventura, uma paixão por veículos, e uma determinação para combinar com o trabalho. Você já viu aquelas fotos em preto-e-branco de tipos acadêmicos inclinando-se para fora de Land Rovers em capacetes medula? Isso é o que eu queria ser: um cavalheiro em busca de algo importante, com uma roupa legal e um veículo ainda mais bacana!
Eu simplesmente não podia me ver sentado em um cubículo de escritório digitando fórmulas do Excel, oito horas por dia para o resto da minha vida. Então, ao invés de terminar a escola com um diploma em negócios, como eu tinha planejado originalmente, comecei a dedicar-me como uma espécie de "estudioso da aventura moderna" . Eu estudei antropologia, arqueologia, certifiquei-me em medicina do deserto e primeiros socorros. Eu também fiz alguns treinamentos de formação de condutores off-road com a Land Rover e vários outros clubes  4 × 4.E nos invernos eu trabalhava como instrutor de esqui em um resort, está foi minha primeira incursão na indústria do turismo.

Óbvio que nos EUA, Nova Inglaterra, realmente não tem os cenários que eu tinha em mente para minhas aventuras, eu tinha que chegar a algum lugar exótico. Então eu olhei para a Austrália.
Em nenhum outro lugar do mundo você pode viajar as distâncias que se pode na Austrália, sem ver outra pessoa.

Então, eu tentei entrar em contato com tantas pessoas quanto eu podia, que tinha alguma coisa a ver com o turismo de aventura na Austrália, que eu encontrei através da magia da internet. Eu não tinha ouvido nenhuma resposta encorajadora, mas decidi tomar uma atitude de qualquer maneira. Depois de vender a maior parte de minhas posses de adolescente, e implorando a minha avó por alguma ajuda financeira pós-colegial, eu comprei um visto de trabalho temporário, e um bilhete só de ida para Sydney.

Poucas semanas depois, eu estava suando no verão australiano com um saco nas costas com todas as minhas posses e uma ressaca enorme, pois na viagem tinha tomado 12 garrafinhas de Scotch.

Eu viajei até a costa leste por algumas semanas até que finalmente, eu consegui a atenção da pessoa certa. Depois de puxar conversa sobre motocicletas com um cara que eu vi encostado em uma Honda Dominator, ele mencionou uma empresa que o levou a "passeios loucos" em motos pelo interior. Fui direto para um café internet, encontrei o site, e-mail do proprietário e depois de um email ele estava interessado em me conhecer e ver minhas capacidades para uma oportunidade de emprego.

Eu trepei no primeiro ônibus para o local e encontrou o cara em um bar. Eu tive que usar cada pedaço de energia que eu tinha para conter a minha emoção, pois a conversa começou com ele descrevendo suas operações; frases como "passeios mais radicais de moto em toda a existência", "helicóptero resgata" e "corrida pelo deserto" foram casualmente saindo de sua boca entre goles de cerveja. Eu estava no fundo da minha mente imaginando uma explosão de dunas de areias em armadura de motoca e óculos aviador, quando eu o ouvi dizer: "Esse som está bem?"

Mais tarde eu descobri que a última pergunta se referia ao salário insignificante, mas não me importava, eu estava apertando a mão dele e me inscrevi para uma temporada de motocicletas, condução off-roaders, e travessias do deserto em trips de moto sobrevivência.

3. Este é um trabalho muito original que envolve vários conjuntos de habilidades únicas. Como alguém pode tornar-se um guia de expedição de motocicletas, aprender as habilidades necessárias, e encontrar o seu caminho para esta linha de trabalho?

Bem, Comece com trabalhos "menos radicais" no turismo, como treinamento ou ensinando um esporte para as crianças. Depois obtenha o maior número de habilitações que puder.
Para as suas próximas férias compre uma viagem de ida a algum lugar interessante e veja como chegar lá, o turismo de aventura é o único setor em que tal comportamento iria impressionar um empregador.
Vá para eventos esportivos / feiras. As pessoas que administram empresas de esportes de aventura têm todo o seu sustento baseado em seu esporte, é melhor você acreditar que eles vão estar em todos os principais eventos que podem chegar. Se você quiser começar com motos touring, confira alguns shows ou corridas, ou ate mesmo encontros.
    Obtenha o máximo de formação médica que puder, especialmente qualquer coisa relacionada a Primeiro Socorros.

Mas acima de tudo:

    Esteja comprometido com o estilo de vida. Para estar em uma posição de guia de turismo você tem que viver e respirar a atividade que você está fazendo, porque você vai estar fazendo isso a cada hora de vigília, enquanto você está de plantão. Você vai ter que saber tudo sobre tudo relacionado ao esporte.

4. Qual é a melhor parte de seu trabalho?

O drama. Cada excursão poderia ser um filme, e as pessoas realmente vivem este filme. Entre a dinâmica social do grupo, os salpicos, travamentos, desafios e cenários incríveis que atravessamos, cada viagem é uma experiência surreal. Eu acordo todas as manhãs com nenhuma idéia do que vai acontecer naquele dia, só que ele vai ser épico. Eu amo isso. Mesmo os desastres têm seu lado positivo, uma vez que a poeira assente, há sempre uma grande história para trás. Uma história para contar na mesa do bar.

5. Qual é a pior parte do seu trabalho?

Quando estamos em turnê ou corridas, o trabalho é literalmente sem parar.
Se eu estou acordado eu estou de plantão.Enquanto os clientes estão descansando em volta da fogueira apreciando cervejas pós-passeio e estão dando risadas, eu posso ter dez motocicletas me aguardando para reparos desde de pneus a troca de pecas grandes como guidão!

6. Você poderia deixar outros conselhos, dicas, comentários ou histórias que você gostaria de compartilhar?

"A sorte favorece os corajosos." Eu digo isto para mim mesmo cada vez que eu enfrento uma decisão. Esse lema me trouxe para alguns lugares incríveis, mas também me custou um lote de equipamentos destruídos e contas de hospitais, porque nosso "desejo" nem sempre se manifesta do jeito que você imagina. Se você está a procura de assumir um estilo de vida de esportes radicais, você tem que estar comprometido o suficiente para tirar proveito dos maus e bons momentos, ou seja esteja preparado para aprender com seus erros.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!