RD350 - A Lenda...Viuva Negra

RD350 - A Lenda...Viuva Negra

Oi amigos amantes das motocas! Hoje vamos falar um pouquinho sobre a antiga RD350, a viuvinha...rsrsrsr como ficou conhecida por terras brasileiras... kkkk

Contrário a opinião popular não há evidencias históricas da Yamaha que apóiem a idéia de que a nomenclatura RD venha do Ingles Race Derived (Derivada das corridas), mas certamente a motoca é uma derivação de Races sim!

Em 1967, a Yamaha lançou a sua primeira moto 350cc a Street Bike YR-1.
Ela era uma versão mais robusta da Yamaha Racing RS250, ou seja, uma motoca de corrida!

A Yamaha RD350 logo de início foi elogiada pelas revistas de moto. A frase das revistas era algo como assim: "Pegue a RD350 e rodo pelos seus trechos favoritos de uma estrada montanhosa, sinuosa, onde a transmissão de 6 velocidades e poderoso freio a disco dianteiro poderão ser usados ao máximo, e você encontrará uma motocicleta de corridas com uma roupagem de uma máquina de rua", ( Cycle World em 1973 e a Magazine Cycle Guide).

 

O apelido... a lenda.

Em suas primeiras versões dos anos 70,possuía enormes freios a tambor traseiros e disco simples na dianteira,itens extremamente ineficientes para frear uma moto que atingia velocidades de 180 km/h facilmente.Ou seja, para pegar velocidade com ela era fácil, difícil era parar!

Ela foi a 1º moto a utilizar a famosa válvula YPVS. Uma válvula de Potência que possuía a finalidade de tornar estável a curva de aceleração do motor, usando-se meios elétricos e mecânicos para esta aceleração.
Tal controle proporciona uma aceleração mais precisa, limitando a potência do motor na baixa rotação e liberando toda a potência do motor na alta rotação.

Com 2 carburadores, o motor 2 tempos da Motoca produzia 55 Cv com uma velocidade final de 199km/h!(isso com um motor de apenas 350 cilindradas!).
Aceleração de 0 á 100 km/h em 6 segundos,e consumo médio em cidade: 13km/l.


Em suas versões mais atuais (final de 90 e 91) vinha equipada com 3 freios à disco, e rodas de alumínio.
Ela foi uma moto muito superior para sua época.Possuía um motor muito potente para o conjunto.

Quadro, freios, suspensão, nada disso acompanhava o motor e exigia do piloto muito mais atenção e habilidade.
Eterna rival da Honda Cbx750 F(moto 4 tempos da época), não era difícil acontecerem disputas para ver quem era a mais rápida. Porém, dada a facilidade do motor 2T em se extrair potência, as RD 350 "envenenadas" acabavam por vencer a grande maioria das disputas.Além disso as Rds possuíam um preço bem menor se comparadas ás Cbxs 750.


A vantagem da Yamaha ficava ainda maior com o emprego de escapamentos dimensionados, que traziam maior potência, mas jogavam o torque máximo para um regime ainda mais alto.


O ruído estridente do motor em aceleração total ainda deve estar na memória de muitos aficionados. Mas, possuía limitações dos freios, suspensão e (não raro) de habilidade do piloto para tanto desempenho.


Hoje, mais do que um símbolo de desempenho e evolução, a RD 350 é um mito e uma raridade. Muitos sonham em ter esta moto apenas para ter a lembrança de sua adolescência materializada. Com certeza marcou uma geração e toda uma história.

 



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!