Indian - Pós 1943

Indian - Pós 1943

Hoje vamos falar da Indian depois de 1943.


Pós Guerra - Declínio e legado.


Em 1945, um grupo liderado por Ralph B. Rogers adquiriu uma participação de controle da empresa. Em 01 de novembro de 1945, a DuPont assumiu formalmente as operações de Indian delegando seus poderes de ações sob a empresa à Rogers.

Arrow 149 -Tinha Baixa Qualidade!

Sob o controle de Rogers a Indian suspendeu o modelo Scout e começou a fabricar motocicletas leves, como a Arrow 149, o Scout Super 249, ambas introduzidas em 1949, e a Warrior 250, introduzido em 1950. Estas motos sofriam de má qualidade e falta de desenvolvimento. Isto fez com que a companhia perdesse mercado e a fabricação de todos os produtos foi finalmente interrompida em 1953.

 

Sucessores corporativos


Rebadged Produtos Importados

A Brockhouse Engenharia adquiriu os direitos para o nome Indian após 1953. Eles importaram motocicletas Royal Enfield da Inglaterra, e faziam pequenas personalizações nos EUA, dependendo do modelo, e vos vendia como Indian, isto de 1955-1960.

Indian Tomahawk 500CC 1960
Quase todos os modelos Royal Enfield tinham um modelo correspondente Indian nos EUA. Os modelos foram Indian Chief, Trailblazer, Apache (todos os três eram 700 cc de dois cilindros), Tomahawk (500cc com 2 cilindros), Woodsman (500cc pistão unico), Ocidental (500cc 1 pistão), Hounds Arrow (250 1 pistão), Arrow Fire  (250cc 1 pistão), Lance (150cc 2 tempos e 1 pistão) e uma 3-rodas como carro de patrulha (350 cc pistão único).

Em 1960, o nome Indian foi comprado pela AMC da Inglaterra. A Royal Enfield sendo sua concorrente, parou abruptamente todos os modelos baseados em Enfield Indias, exceto o Chief 700cc.
Em 1962 a AMC entrou em falência.

Importações Floyd Clymer, 1963-1977

A partir da década de 1960, o empresário Floyd Clymer começou a usar o nome Indian, aparentemente sem comprá-lo  (rsrsrss) e assim a partir daí passou a ser o titular da marca.

Ele importava as motos Italianas Minarelli (50 CC) do engenheiro Leopoldo Tartarini, proprietário da Italjet Moto, fazia pequenas modificações e as vendia com o nome Indian! Fez tanto sucesso com as cinquentinhas... que pediu um desenvolvimento de uma Minarelli de 700 cc!!!


Após a morte de Clymer, em 1970, sua viúva vendeu a marca Indian para o advogado Alan Newman de Los Angeles, que continuou a importar minicycles feitas por Italjet e, posteriormente, fabricado em uma fábrica de montagem integral localizado em Taipei (Taiwan). Vários modelos com cilindrada entre 50 cc e 175 cc foram produzidos, em sua maioria italianos equipados com motores de dois tempos feitos quer por Italjet ou Morini Franco, mas o destino do empreendimento não durou muito tempo. Em 1975, as vendas foram diminuindo, e em janeiro de 1977, a empresa foi declarada falida.(Não percam as contas, era a terceira vez!!!)

 

Indian Motorcycle Company

Houve outras diversas tentativas de  1977-1999, mas todas levadas ao fracasso no decorrer de poucos anos.

Até que em 2003 um comglomerado de pequenas empresas montaram a Indian Motorcycle Company.

Em 20 de julho de 2006, a recém-formada Indian Motorcycle Company, pertencente em grande parte por Stellican Limited, com sede em Londres, anunciou a sua nova casa em Kings Mountain, na Carolina do Norte, onde foi reiniciado a fabricação da motocicleta marca Indian.

E que está durando até os dias de hoje! rsrsrss

No Site da Indian, podemos ver os modelos 2013 e já alguns lançamentos de 2014.

(https://www.indianmotorcycle.com/en-us/pages/home.aspx)

 



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!