HISTÓRIA DA MOTOCICLETA

HISTÓRIA DA MOTOCICLETA

Olá amigos,

Hoje vamos iniciar uma conversa sobre a história da motocicleta...

Se considerarmos um veículo de duas rodas movido a vapor como uma motocicleta, então a invenção deve ser creditada ao seu criador, um americano chamado Sylvester Howard Roper.

O veículo em duas rodas a vapor de Roper teve sua estreia nas ruas no ano de 1869, antes da invenção da bicicleta de segurança, 1885, inventada por John Kemp Starley.

A máquina era movida por um motor de dois cilindros e queima de carvão com as bielas ligadas a uma manivela na roda traseira.
(Sim, isto mesmo, movida a vapor!)

Entretanto, a motocicleta de Roper ainda colocava o piloto sobre uma grande roda dianteira. (iguais as primeiras bicicletas)

Com a passagem dos anos, Roper construiu nove unidades de sua moto a vapor. E as vendeu!!! (Já tinhamos loucos por motos, mesmo antes de saberem o que era uma moto rsrsrss)

 

 

Porém o fato é que, a motocicleta surgiu com o alemão Gotlieb Daimler, o qual pode ser considerado o "pai do motociclismo”.

Daimler, após ser demitido da empresa em que trabalhava, usou o dinheiro da indenização recebida para investir em seu projeto.

Juntamente com seu colega Wilhelm Maybach, o alemão trabalhou em uma oficina improvisada no quintal de sua casa.

Gotlieb Daimler e Wilhelm Maybach desenvolveram um motor de 264 centímetros cúbicos com meio cavalo de força a 500 rotações por minuto, dimensões inéditas para a época.

Após algumas correções feitas no motor, decidiram o colocar em um veículo.

Em razão de sua simplicidade e baixo custo, resolveram colocar o motor no biciclo!

Em agosto de 1885, Daimler registrou a patente da motocicleta, batizando o invento de Einspur.

A partir daí, diversas modificações foram sendo feitas em cima do invento de Daimler, pois embora ele tivesse sido a base para o desenvolvimento das motocicletas, era muito diferente, parecia mais uma motoca para crianças.

Em 1894, os alemães Heinrich Hildebrand e Alois Wolfmuller inventaram motores mais potentes, chegando à velocidade de 60 km por hora.

Os irmãos franceses Werner também aprimoraram o invento, inclusive lhe dando o nome "motocyclette".

As motocas evoluíram a partir da bicicleta de “segurança”, uma bicicleta que oferecia muitas vantagens em estabilidade, frenagem e facilidade de montagem.

Depois que o padrão de Rover assumiu o mercado, as bicicletas de segurança foram simplesmente chamadas de “bicicletas”.
Não levou muito tempo para alguém pegar o bom desenho para o usuário da bicicleta de segurança e aplicar um motor de combustão interna nela.
O primeiro a fazer isso de forma bem sucedida foi Gottleib Daimler, a quem é atribuída a criação da primeira bicicleta motorizada - ou motocicleta - em 1885.
A motocicleta de Daimler incluía um motor de ciclo Otto monocilíndrico montado verticalmente no centro da máquina.
Também tinha uma roda na frente, uma roda na traseira e uma roda lateral articulada por mola em cada lado para estabilidade adicional.

(SIM, Tinha rodinhas, kkkkkkkkk)

Tais projetos eram chamados de “quebra-ossos” devido ao rodar acidentado e trepidante que proporcionavam.


A próxima motocicleta notável foi projetada em 1892 por Alex Millet. Millet incorporou o desenho básico da bicicleta de segurança, mas adicionou pneumáticos às rodas e um motor rotativo de cinco cilindros embutido na roda traseira.
Os cilindros giravam com a roda, enquanto o virabrequim formava o eixo traseiro.
A Hildebrand & Wolfmueller foi a primeira produção bem-sucedida de veículo de duas rodas, patenteado em Munique, em 1894.
Mais de 200 unidades foram produzidas.
A Hildebrand & Wolfmueller decidiu resfriar seu motor bicilíndrico paralelo à água, o que exigia um tanque de água e um radiador.
Sua solução foi criar o sistema de arrefecimento em cima do pára-lama traseiro.
Em 1895, a DeDion-Bouton apresentou um motor que revolucionaria a indústria de motocicletas, tornando a produção em massa possível.
O motor da DeDion-Bouton era um quatro-tempos pequeno, leve e de alta rotação que podia gerar 0,5 cv
 Embora a DeDion-Bouton usasse o motor em seus triciclos a motor, fabricantes de motocicletas do mundo inteiro copiaram e usaram o desenho.

As motocicletas de produção americana também se basearam no motor da DeDion-Bouton.
Os dois mais famosos fabricantes de motocicletas americanos a incorporar o motor de DeDion-Bouton foram a Indian Motorcycle Company e a Harley-Davidson.
Carl Oscar Hedstrom e George M. Hendee fundaram a Hendee Manufacturing Company, em 1900, com a meta de produzir uma “bicicleta a motor para o uso diário do público em geral”.
Em 1901, desenvolveram a Single, uma motocicleta de 1,75 cv que podia alcançar uma velocidade de 40 km/h.
Também decidiram criar um nome comercial totalmente novo para suas motocicletas.
A Indian, como ficou conhecida, foi a motocicleta mais vendida do mundo até a Primeira Guerra Mundial.

Fundada por William S. Harley e Arthur Davidson em 1902, a Harley-Davidson Motor Company passou a produzir a maioria das máquinas influentes da indústria. Seus primeiros modelos usaram a configuração básica da DeDion-Bouton e copiaram muito dos desenhos de chassis já empregados por outros fabricantes de motocicletas, incluindo a Indian, a Excelsior e a Pope. Em 1908, Walter Davidson, pilotando o que veio a ser conhecida como Silent Gray Fellow (amiga cinzenta silenciosa), marcou uma pontuação perfeita de mil pontos no 7º Enduro e Concurso de Confiabilidade Anual da Federação de Motociclistas Americanos. Logo depois, Walter Davidson, irmão de Arthur, estabeleceu o recorde de economia da FAM com 80 quilômetros por litro. Em 1920, a Harley-Davidson era a maior fabricante de motocicletas do mundo.

 

Na próxima semana, vamos falar sobre um pouco da historia destas maquinas aqui no Brasil!
 



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!